Artificial Intelligence

UM MUNDO ALÉM DA IMAGINAÇÃO


A Inteligência Artificial (IA) é apenas uma palavra da moda ou existe algo mais por trás dela? Está sendo aplicada ao mundo real ou é apenas uma ideia para o futuro? A entrevista com Markus Klug, líder da equipe de Análise de Dados e Simulação da SSI Schäfer IT Solutions GmbH, esclarece o assunto. Além disso, fornece informações sobre os planos da SSI Schäfer para começar a alavancar a inteligência artificial em seus projetos.


Qual a diferença entre os sistemas clássicos de TI e os modernos sistemas de IA?
Os sistemas de TI utilizam regras e, portanto, são estáticos. Ou seja, definimos funções e árvores de decisão que as máquinas implementam. Porém, os clientes querem mais. Eles precisam de sistemas altamente flexíveis e suporte personalizado de TI para uma grande variedade de pedidos e estruturas recebidas através de múltiplos canais; por exemplo, os sistemas devem suportar simultaneamente as entregas às lojas físicas e as do comércio eletrônico. Um primeiro passo, aqui, são os algoritmos que contribuem para a otimização. No nosso cliente Desigual, usamos esses algoritmos e adaptamos o processamento de pedidos de maneira recorrente para realizar a separação de maneira mais eficiente. No entanto, as lógicas atualmente disponíveis em TI nos limitam.
Na SSI Schäfer, nós pensamos à frente: a IA é nossa próxima grande missão. Os processos intralogísticos devem ser capazes de se adaptar de maneira autônoma e dinâmica às mudanças dos clientes. Queremos que sistemas de TI sejam “abertos”, capazes de identificar e analisar padrões no comportamento de pedidos. Essa mudança de paradigma permite tornar os processos mais dinâmicos e situacionais. Uma vantagem é que os pedidos previsíveis dos clientes são separados antes da entrada do pedido e, assim, as entregas são feitas ainda mais rápido. O conhecimento existente sobre o cliente nos dados deve ser usado da maneira ideal.


O que é Inteligência Artificial? O que é inteligência? E a partir de quando um sistema pode ser considerado IA?
A IA é a tentativa de dar aos sistemas informáticos a habilidade de pensar por si mesmos até um determinado grau. No entanto, nem mesmo os especialistas são unânimes sobre uma definição precisa do termo “inteligência”. Um exemplo são as redes neurais. Este é um modelo de TI de estruturas cognitivas que tem o objetivo de aproximar uma correlação funcional geralmente desconhecida entre dados de entrada e resultados. Esses sistemas analisam possíveis conexões e usam os dados disponíveis de uma forma que não seria possível aos humanos que possuem preconcepções. As pessoas pensam de maneira muito específica em relação ao problema, enquanto as máquinas encontram vínculos e nos dão respostas a perguntas que talvez não tenhamos feito.


BAIXE AGORA O E-BOOK: "OS 5 PASSOS DA AUTOMAÇÃO INTRALOGÍSTICA"


Qual é o aspecto do futuro?
Sistemas de IA adequadamente treinados ajudam os colaboradores no armazém. Com base em previsões inteligentes, eles fazem recomendações e, assim, aumentam a eficiência dos processos. Por exemplo, a manutenção prescritiva permitirá uma estimativa precoce da vida (restante) das máquinas: os problemas são diagnosticados de forma prospectiva para que seja possível reagir em tempo hábil com a manutenção, e preventivamente através de processos adaptados de armazém sem diminuir significativamente o desempenho do sistema. A Manutenção Prescritiva visa combinar a inteligência nos níveis de hardware e software.


O termo não é novo, mas sua relevância está aumentando. Por que o tópico está sendo levantado agora?
Na década de 1990, ainda faltava volume de dados, a capacidade de processamento era ainda menor e o demorado processo de aprendizagem para nossas necessidades não poderia ser realizado. O hardware moderno e a elevada velocidade dos chips possibilitam isso hoje em dia. O Big Data nos deixa à vontade para fornecer sistemas com inteligência artificial e nos permite continuar aprendendo. A Deep Learning [aprendizagem profunda], a adaptação hierárquica das redes neurais para o aprendizado de máquinas, está madura. No final, somos melhores e mais flexíveis hoje em dia. Agora, podemos ir além da teoria e incorporar as tecnologias ao nosso trabalho diário. Desenvolvimentos e otimizações permanentes determinam essa integração e aumentam inerentemente nossas possibilidades com a IA.


Qual é o efeito disso nas soluções intralogísticas da SSI Schäfer? Que papel a IA desempenha na sua equipe?
Com o desenvolvimento de nossas competências em TI e software na SSI Schäfer IT Solutions GmbH, criamos novas possibilidades relacionadas ao tema. Em breve, poderemos usar sistemas de AI em projetos de clientes, pelo menos com base em dados históricos. No futuro, isso significará que programaremos menos e treinaremos mais os sistemas. Aumentar o sucesso do projeto é o objetivo declarado desse desenvolvimento. No entanto, não se deve perder o controle do sistema. Até onde iremos? Com estratégias de retorno ao estado anterior, devemos continuar preparados para mudanças imprevisíveis. Somente assim poderemos garantir o funcionamento permanente do armazém.
Finalmente, queremos fornecer ao cliente uma solução de armazenamento cujos limites técnicos serão ditados apenas pelo hardware. A flexibilidade é o elemento central do suporte de software para se adaptar às necessidades. A comunicação entre a Ciência de Dados/Simulação e a produção é uma das chaves para a implementação da Inteligência Artificial.

Contato

SAIBA MAIS
[---Error_NoJavascript---]